um febrão que custa a curar

from by Tv Rural

/

lyrics

um febrão que custa a curar

Junta-lhe gelo
Ela deitada, ele à procura de lume
Vê na cómoda da entrada,
depois traz-me um pano húmido
Junta-lhe gelo
Ela coitada, a definhar em dor
Acredita que isso passa,
Há que libertar algum calor
Junta-lhe gelo
Que não vais emudecer
Que ainda és nova para morrer
Amanhã não será diferente
Que é só
um febrão que custa a curar
um febrão que custa a curar
Junta-lhe gelo
aflição a noite toda
a noite toda, qual noite toda?
Noite na cabeça
Na tua cabeça
Ouvia a voz, ouvia a voz
Nitidamente
vinha de dentro
de dentro de mim
de dentro

(vá calma)
Que não vais emudecer
Que ainda és nova para morrer
Amanhã não será diferente
Que é só
um febrão que custa a curar
um febrão que custa a curar
Amanhã não será diferente
Que não vais emudecer
Que ainda és nova para morrer

credits

from sujo, released May 4, 2015

tags

license

all rights reserved

about

tv rural Portugal

contact / help

Contact tv rural

Streaming and
Download help